domingo, 20 de setembro de 2009

King Size.

O corpo todo é um convite sem letras
Desacelerando,
pra manter cada felicidade.
Se os olhos procuravam esconder,
o sorriso disse a verdade

O cheiro no outro,
deslize pelo pescoço.
Respiração, inspiração
transpiração.
O cheiro é álcool
no corpo, nenhum osso.
Exploro cada centímetro

A razão insiste,
vira e as vezes erra
Harmonia daltônica
Me marca com os dentes
me incinera.
Nossas horas nunca são contadas em minutos.
Não mente

6 comentários:

  1. HAhaha!
    Muito bom, o título ficou perfeito.

    ResponderExcluir
  2. pois é não tenho sorte no amor!!! =/

    ResponderExcluir
  3. 'O corpo todo é um convite sem letras'


    acabou comigo aí.

    divino.

    ResponderExcluir
  4. Foi tu que escreveste? Eu gostei. Mesmo.

    P.S.: O blog que eu uso é o Nada Intenso.

    ResponderExcluir